h1

As Mulheres na Guerra

setembro 20, 2009

Mulheres nas Fábricas durante a Guerra.

Devido ao grande número de homens que estão indo combater, as mulheres estão ocupando os lugares de seus maridos nos trabalhos. Elas vão ganhando força nas fábricas e começam a ocupar cargos que antes só eram executados por homens.

Na Grã-Bretanha cerca de duas milhões de mulheres ocuparam os postos de seus maridos nas fábricas, principalmente nas áreas da indústria e engenharia.

Em muitos outros países está havendo um aumento no número de mulheres presentes nas indústrias, como na Rússia que passou de aproximadamente 26% para 46% de mulheres presentes nas fábricas.  Na Áustria, cerca de um milhão de mulheres se juntaram ao trabalho industrial, e na França, onde já tinha números significativos de mulheres no trabalho, está havendo um aumento de 20%.

Na Alemanha poucas mulheres ocuparam o lugar dos homens nos empregos, isso porque há uma desconfiança de que elas não sairiam do trabalho quando a guerra acabasse.

Se a guerra está oferecendo novas opções para as mulheres no trabalho, ela também continua desvalorizando o trabalho feminino. O preço pago às mulheres está sendo bem inferior ao pago aos homens e as condições de trabalho são péssimas. Por esses motivos, muitas mulheres estão insatisfeitas e começam a se organizarem em sindicatos e ainda em entrar em greve por condições de trabalhos melhores.

About these ads

2 comentários

  1. Isso vai me ajudar pak’s
    wlw


  2. mais td as mulheres sao asim ow ñ? mais isso q vc falo é pura verdade



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: